Top Menu

Seja na praia, no campo ou na cidade, o sol intenso, principalmente nas épocas mais quentes, pode agredir muito o organismo. Situação que não é diferente com os olhos, afinal eles estão sempre expostos, e os óculos já fazem parte do visual.

Escolher um par de óculos exige tempo e disposição para experimentar vários modelos até chegar ao ideal. Muita gente não tem paciência, mas os óculos podem harmonizar com o rosto e o estilo, dando um up no visual.Para o oftalmologista Renato Neves, o principal é saber para que os óculos serão utilizados. Óculos que cobrem toda a região dos olhos são mais indicados por barrarem os raios solares em uma área maior.

Segundo o designer e esteta ótico Francisco Ventura, 90% das pessoas compram óculos de tamanho errado. O ideal é experimentar vários modelos, em vez de comprar porque parecia bonito em uma amiga ou na vitrine. O apoio no nariz deve ficar confortável e encaixar bem, sem marcar a pele, o que ocorre quando o tamanho não está certo.

O efeito nos olhos

Mas só a lente escurecida em si não adianta, e até pode prejudicar ainda mais os olhos. Isso porque, com a ilusão de que o ambiente está mais escuro, a pupila se abre para deixar mais luz entrar. E sem proteção anti-UV, os raios nocivos também aproveitam a brecha. “Então é mais perigoso você usar óculos escuros de baixa qualidade sem proteção do que estar sem os óculos se protegendo na sombra, não olhando para cima”, explica o oftalmologista.

Formatos de rostos

O formato do rosto também deve ser considerado na hora de se comprar óculos. São quatro os tipos principais: redondo, quadrado, triangular e oval. Quem tem a face quadrada deve apostar em óculos arredondados e ovalados, os menos angulares possíveis. Já quem tem rosto redondo fica bem com armações retangulares e quadradas. O rosto oval é o mais fácil de combinar: valem tanto os formatos arredondados quanto os retangulares. No caso dos rostos triangulares, com pouco queixo, os modelos mais adequados são os tipo aviador e mais ovalados embaixo, para preencher o espaço.

Quem tem rosto pequeno pode usar óculos maiores, segundo Giannini. Já quem tem a face grande deve optar por modelos menores, de tamanho compatível. Ou seja, o resultado final deve ser equilibrado. No entanto, Ventura alerta que não se pode ficar preso apenas a essas regras estéticas, já que os óculos se tornaram acessórios de moda.

Cores das lentes

Além do formato do rosto, na hora de escolher os óculos, leve em consideração a cor das lentes. São muitas opções, mas você sabia que cada uma tem um uso específico? As lentes de cor cinza são ideais para se dirigir, já que realçam a cor do asfalto. Na praia, ou na piscina, lentes esverdeadas acentuam as cores da água e do mar. E para todas as ocasiões, lentes âmbar são as mais indicadas. Já as lentes amarelas não devem ser usadas sob o sol, pois seu uso é mais adequado à noite. As laranjas, rosas ou vermelhas têm um efeito mais estético, mas se possuírem proteção anti-UV também podem colaborar para a boa saúde dos olhos. 
Para disfarçar as lentes que corrigem hipermetropia, que deixam os olhos maiores, uma dica de Giannini é usar armações que chamam a atenção – em vez de deixá-la para as lentes – e evitar as quadradas. Para casos de miopia, em que os olhos ficam menores, ele indica óculos ovalados e arredondados.

As últimas coleções trazem modelos que, na maioria, deixam as sobrancelhas escondidas. “Eles devem, de preferência, cobrir a sobrancelha, para o sol não bater por cima”, observa Miguel Giannini. Na hora da compra, Ventura recomenda fazer um teste simples: sorria; se a armação se mexer, não a leve para casa. Vale considerar também o conforto e o encaixe no nariz, bem como o apoio das hastes.

Quando os óculos têm metal, as mulheres devem considerar também se a cor combina com a dos outros acessórios, como brincos. “A combinação é importante. É preciso bom senso para não misturar.” As lentes espelhadas, que estarão em alta no verão, devem ser usadas apenas em situações informais, segundo Ventura. Outro fator importante, segundo Giannini, é evitar óculos de camelô, pois não há como saber se eles têm proteção ultravioleta.

Sobre o Autor(a)

mm

Lione Acácia, geminiana, apenas para constar, porque não me ligo nisso. Adoro moda, batata frita e gente de todo o tipo. Nasci perguntadeira e me especializei nisso, fazendo jornalismo. Adoro uma conversa solta, me inspiro em minhas análises do cotidiano, e faço o meu mundo baseado nos mundos de todo mundo. Não sou fútil, mas desconfio não ser útil!

Deixe uma mensagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Fechar