Top Menu

Alguns anos de vida me fizeram perceber que morrer de amor realmente mata um pouco de nós. Talvez tenha morrido um dia, não sei, mas o importante é dizer que resolvi nunca mais morrer por isso.

Não sou seduzida pelas frases fofas e bobas ditas pelos mais românticos. Acreditei, desde a adolescência, que isso nunca seria pra mim! Realmente não foi. Talvez por isso, me encante (e até chore), com filmes e livros de romance quando chegam naquelas partes clichês e românticas. Ah! Acho lindo! Mas ali na telinha, nas páginas dos livros, e não na vida real.

Há muito tempo minha vida amorosa é completamente diferente. Não gosto de caras melosos, pegajosos e romântico demais. Até me assusto pelas minhas preferências pouco referenciais a uma pessoa sensível como eu (realmente me considero sensível).

Já tentei criar oportunidades de viver histórias de amor encantadoramente românticas, mas jamais deu certo! Por vezes me considero fria e pouco melosa, mas tento disfarçar, mostrando a importância que aquela pessoa tem na minha vida. O que não conseguiria fazer se não estivesse apaixonada. Sou a favor do amor e sempre o vivo intensamente, mas de forma clara, pouco intuitiva, e muito racional.

Hoje vivo uma história linda! Cheia de elementos para um filme romântico! Mas faltam aquelas trocas de carinho e palavras bonitas exposta ao público, tão comum hoje. Faltam cartas, bombons, flores e prova de amor… Não ligo, pois isso não é o que eu preciso. Aviso logo no primeiro encontro, que não curto chocolate, flores me dão alergia, não tenho paciência pra carta e não preciso de provas de amor que não sejam a verdade. Deixo claro que o mais importante é o entusiasmo de estarmos juntos e nos fazendo bem.

Faço o meu máximo para não estragar tudo. Mas, diferente da maioria das mulheres, não acho que nenhum gatinho de momento é meu mundo, meu porto seguro, minha metade, meu “own”! Ele para mim é uma companhia agradabilíssima, que estará ao meu lado enquanto estiver bom! E que fique bem clao, ENQUANTO ESTIVER BOM. Meu porto seguro sou eu, que pago minhas contas e sei o custo de me manter! Meu mundo é minha casa, cuidada e administrada por mim a duras penas! Minha metade sou eu mesmo, que se não estiver inteira naquele dia, adeus sonhos e objetivos que não conseguirei concluir!

Vivo intensamente o meu mundo e se alguém quiser fazer parte dele, tem que estar comigo, junto, lado a lado, de mãos dadas. Se eu precisar, ele me carrega no colo, porque o dia que ele precisar, eu o carregarei até o fim!!!! Sou fiel, justa, amável, intensa e até carinhosa! Mas sou muito decidida. Para estar ao meu lado, basta me provar que merece, porque mesmo que eu chore, sóme pertence aquilo que de fato é bom pra mim!!!!

 

Sobre o Autor(a)

mm

Lione Acácia, geminiana, apenas para constar, porque não me ligo nisso. Adoro moda, batata frita e gente de todo o tipo. Nasci perguntadeira e me especializei nisso, fazendo jornalismo. Adoro uma conversa solta, me inspiro em minhas análises do cotidiano, e faço o meu mundo baseado nos mundos de todo mundo. Não sou fútil, mas desconfio não ser útil!

Deixe uma mensagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Fechar